Robôs em bancos

29_MHG_tec_robos

Inaugurado em fevereiro deste ano, o projeto foi desenvolvido pela companhia portuguesa YDreams, e ocupa o "El Faro" (O Farol), centro de recepção do complexo com 160 hectares situado em Boadilla del Monte, nos arredores de Madrid.

- O projeto durou um ano. Fomos convidados pelo Santander a participar de numa concorrência entre grandes empresas, inclusive a Sony. Fomos escolhidos porque tínhamos a ideia que mais se aproximava da imagem visionária que eles queriam para o espaço - diz Luís Carvalho, diretor de operações da YDreams em Portugal.

Além de revelar a história e a presença do banco no mundo, a tecnologia também tem como função ajudar o visitante a se localizar no conjunto de prédios. O grande mérito do projeto é unir boa parte dos grandes avanços tecnológicos da última década em um único - e grandioso - ambiente.

A entrada do prédio é um cubo de vidro de 30 metros de altura. Os exaustores de ar que se espalham pelo salão são colunas cobertas por malhas de LEDs que tornam a paisagem mais agradável e saúdam os visitantes com mensagens que procuram passar a missão do grupo financeiro.

Cinco robôs batizados de Santander Interactive Guest Assistants (SIGA) atuam como recepcionistas no El Faro. Com cerca de 70 cm de altura, eles passeiam pelo salão tocando música ambiente e esperando que algum visitante peça ajuda. Os robôs se movimentam graças a um sofisticado aparato que inclui giroscópio, odômetro, 12 sensores de radiofrequência espalhados pela sala e 16 sensores na carapaça das máquinas para evitar que batam em objetos próximos.

Uma tela sensível ao toque serve de interface com o Siga. Ali escolhe-se o idioma de preferência (português, espanhol e inglês são as opções) e o local para onde se pretende ir. O robô então guia o visitante pelo prédio. A bateria dura até seis horas e eles sabem quando precisam se dirigir aos carregadores na entrada do cubo para recarregar a energia.

Além da visita guiada pelo robô, a Cidade também pode ser conhecida por um passeio virtual numa enorme maquete de todo o complexo financeiro. Quatro telas de realidade aumentada percorrem a maquete permitindo uma visão completa dos prédios com informações multimídia sobre cada unidade.

Ao lado da maquete, uma parede com tela interativa de 12 metros de largura convida os visitantes a explorar através do toque, as imagens, descrições e vídeos que fazem a história do grupo.

- O painel touchscreen conta a história do Santander e apresenta indicadores econômicos. Criamos com a ideia de passar a sensação de ubiquidade. Trata-se de uma parede; a tecnologia está invisível - explica Carvalho.

A Cidade Santander tem oito edifícios onde trabalham mais de seis mil pessoas, além de um centro de formação e residências, um centro de educação infantil com capacidade para mais de 500 crianças e um centro desportivo para uso dos colaboradores do grupo. O "El Faro" recebe cerca de 1.500 visitantes por dia. Conta com 17 salas de reuniões, um auditório com capacidade para 80 pessoas e cinco restaurantes privados com vista para um grande lago.

Digg Google Bookmarks reddit Mixx StumbleUpon Technorati Yahoo! Buzz DesignFloat Delicious BlinkList Furl

2 comentários: on "Robôs em bancos"

Nanael Soubaim disse...

Os Jetsons estarão lá?

New disse...

Pode apostar, Nanael. Eles serão os anfitriões...rsrsrs...
beijos

Postar um comentário

Oiêee!
Obrigada por visitar meu blog. Volte sempre.

Related Posts with Thumbnails