Vocês conhecem a história do Fiat Uno?

Caracas! Eu que sou uma ameba em coma com relação a carros errei só uma questão.

E vocês, topam?

Façam o teste vejam como o tempo paaaaaaaaassa… aff!

 

Criado por um dos mais famosos designers de automóveis do mundo, o italiano Giorgetto Giugiaro, o Fiat Uno se converteu em um dos maiores sucessos de vendas da história do mercado automobilístico. Prestes a ganhar uma nova geração, que não acabará com a antiga (mantida como modelo de entrada), o hatch faz parte da história recente do Brasil. Teste seu conhecimento sobre o modelo popular da Fiat.

Cliquem na imagem e boa sorte!

 

uno-mille-fire

 

O novo Uno deve chegar às concessionárias nesta semana com preços a partir de R$ 25,5 mil, mas o consumidor só deve encontrar o Vivace 1.0 Flex - versão básica de duas portas e a mais barata - daqui a 45 dias. Já a versão mais completa, o Way 1.4 Flex, sairá por R$ 31.870. A Fiat informou que o modelo chegara ao mercado com 14 opções de cores.

Ao todo, o novo Uno está disponível em quatro versões, todas com duas ou quatro portas: Uno Vivace 1.0 Flex, que custa de R$ 25.550 a R$ 27.350; Uno Way 1.0 Flex, com valores entre R$ 26.690 e R$ 28.490; Uno Attractive 1.4 Flex – com preços entre R$ 29.280 e R$ 31.080; e Uno Way 1.4 Flex – entre R$ 30.070 e R$ 31.870.

A Fiat informou que todos os modelos do novo Uno chegam ao mercado sem direção hidráulica, ar condicionado, vidros e travas elétricos, freios ABS e air bag – pacote de opcionais comercializados separadamente. A empresa anunciou ainda que, com a renovação do Uno, o Palio Fire e o Fiat Mille ficarão R$ 600 mais baratos.

O desenvolvimento do carro teve como norte o conceito “Round Square” ou quadrado arredondado. O lado de fora conserva a forma do antigo Uno, mas o design explora formas geométricas e equilibradas. Já o interior do novo Uno faz um contraponto: de olho na ergonomia e na comodidade, o carro tem painel a tecnologia “insert molding” - uma estampa injetada no plástico.

Ainda por dentro, o quadro de instrumentos repete o tema circular, inclusive em seu display. A Versão Vivace traz também o Econômetro, o mesmo indicador de consumo instantâneo que equipa o Uno Mille Economy e o Palio Fire Economy.

 

Adorei! Muito fofo.

novo-uno-preco-hg-201000504


Digg Google Bookmarks reddit Mixx StumbleUpon Technorati Yahoo! Buzz DesignFloat Delicious BlinkList Furl

4 comentários: on "Vocês conhecem a história do Fiat Uno?"

Nanael Soubaim disse...

Outra que quase ninguém sabe, o nosso uno não usava a plataforma do Uno italiano, neste o estepe vai no porta-malas, sob a bagagem, no nosso ele vai junto ao motor porque usa a mesma plataforma do Fiat 147, que na época já tinha mais de dez anos. Ironicamente isto o tornou mais resistente que o europeu, fazendo com que fosse vendido por um bom tempo, por exportação, na Itália, quando o deles saiu de linha. O novo Uno, apesar de ser inspirado no Panda, sim, é um carro totalmente novo. Já tem gente esperando pela nova Elba.

Gato Guga disse...

Woooooooooooooow!!!
Este é (era)um carrinho 'olível', estilo quadradão, feio pacas, até mais horrorível que o meu patinho feio atual, Atos Prime.
Mas essa nova versão tá com estilo show de bola e nem deveria se
chamar Uno, pois nada tem a ver com o carrinho.
Carros compactos são a tendência, também por aqui.
Eu teeeeeeeeeeeeeeeeeeelo.

New disse...

Nanael, como sempre você nos dando uma aula.
Obrigada e muitos beijos.

New disse...

Gatíssimo, tadinho do Uno. É um carrinho que eu adoro. Já fiz até mudança num desses. O que mais gosto nesse carrinho, no caso o atual, é que nele qualquer um senta atrás, mesmo sendo 2 portas, sem problemas algum. Tive uma sócia de 1,80 que quando entrou no meu Uninho pela primeira vez e sentou-se atrás, não se fez de rogada, trocou o Gol dela por um desses. Sem contar que nele qualquer pessoa de idade entra na boa sem se espremer.
E eu também queeeeeeeeeeeeeero o novo modelo. Lindo, amei de paixão.
Beijocas em ti.

Postar um comentário

Oiêee!
Obrigada por visitar meu blog. Volte sempre.

Related Posts with Thumbnails