Casamentos em baixa

papel-higienico-para-casamento-1

Pela primeira vez desde 2002, o brasileiro casou menos no ano passado em relação ao ano anterior. Em 2009, foram registrados 935.116 casamentos, 2,3% a menos do que em 2008. Por outro lado, a taxa de separações ficou estável em 0,8% na passagem de um ano para outro, e a de divórcios teve apenas leve variação, de 1,5% para 1,4% entre os dois anos. Quando há dissolução da união, as mulheres continuam com a guarda dos filhos na maior parte dos casos. Em 2009, em quase nove de cada dez divórcios a guarda coube à mulher.

De acordo com o estudo Estatísticas do Registro Civil de 2009, divulgado hoje (12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), os casamentos ocorreram principalmente no Acre (11,2%) e no Espírito Santo (8,7%), enquanto o Rio Grande do Sul (4,4%), o Piauí e Sergipe (4,6% cada) ficaram no pé do ranking.

O levantamento aponta que desde 1999 houve aumento dos percentuais em que a mulher é mais velha do que o homem com quem se casa, tendo passado de 19,3% para 23% em 2009.

No ano passado, a faixa etária das mulheres em que os casamentos mais ocorreram foi a de 20 a 24 anos. Quase três em cada dez se casou nessa fase (28,6%). O estudo revela, no entanto, que há dez anos essa proporção era ainda maior: 33,9%. As adolescentes – de 15 a 19 anos – se casaram menos do que há dez anos, tendo passado de 23,1% para 15,0%; e entre as com idades entre 25 e 29 anos a taxa de nupcialidade subiu de 10,6% para 17,2%.

O estudo revela, ainda, que entre os estados, o Rio de Janeiro lidera o ranking dos casamentos entre indivíduos divorciados (4,0%). Por outro lado, tem a menor proporção de casamentos entre solteiros (77,2%), lista encabeçada pelo Amapá (92,1%).

Já em relação aos divórcios, o documento destaca que apesar de terem se mantido praticamente estáveis no conjunto do país em relação a 2008, houve tendência de crescimento desde 1999 em todos os estados, com exceção apenas do Distrito Federal, que manteve a taxa de 2,6% e em São Paulo, com leve queda de 1,7% para 1,6%.

O IBGE também constatou que aumentou a proporção dessas dissoluções entre casais sem filhos, passando de 25,6% em 1999 para 37,9% em 2009; e entre casais que tinham somente filhos maiores (de 12,0% para 24,4%). Já entre casais somente com filhos menores, os divórcios sofreram redução (de 54,1% para 31,4%).

By: Agência Brasil


Digg Google Bookmarks reddit Mixx StumbleUpon Technorati Yahoo! Buzz DesignFloat Delicious BlinkList Furl

2 comentários: on "Casamentos em baixa"

LILIANE disse...

Será que as pessoas estão refletindo mais sobre a importancia do casamento antes de assumirem de fato um compromisso?
beijos para você e Mayra

Nanael Soubaim disse...

Povo afoito, casa por qualquer paixonite. Paixão dura pouco e não resiste aos defeitos do outro.

Postar um comentário

Oiêee!
Obrigada por visitar meu blog. Volte sempre.

Related Posts with Thumbnails