Chove, chuva

sombrinha

Por falar em dia mundial da água, aqui em Ribeirão não pára de chover. Já deu pro gasto. Estamos todos, literalmente, embolorados. O calor é intenso, mas a chuva não se vai. O volume de água, como desse verão, foi idêntico ao volume registrado a 74 anos. Haja sombrinha, galocha e capa. As lojas estão com seus estoques esgotados. Nunca vi tanta sombrinha passeando pelas ruas como agora. Confesso que prefiro a chuva ao sol. Só que tudo demais incomoda.

Pelo visto isso me parece cíclico, vem de tempos em tempos. E deixa de lado aquele lero, lero sobre desmatamento, mudança climática etc, etc, que aterroriza a humanidade.

Cuidados com o meio ambiente é óbvio que devem ser tratados e tomados com seriedade, mas sem terrorismo, certo?


Digg Google Bookmarks reddit Mixx StumbleUpon Technorati Yahoo! Buzz DesignFloat Delicious BlinkList Furl

2 comentários: on "Chove, chuva"

Nanael Soubaim disse...

Mudanças climáticas agravadas pela ação humana existem, mas me dói nos ouvidos quando alguém começa a discursar a respeito. Ecochatice é o "O" do borogodó.
Tu descreveste Goiânia.

New disse...

Concordo com vc, meu amigo Nanael. Ecochatice já deu no limite.
Beijos

Postar um comentário

Oiêee!
Obrigada por visitar meu blog. Volte sempre.

Related Posts with Thumbnails