Homem sem Visão

“O chefe jura que ficou surpreso com a indicação”, revelou um assessor de Antônio Palocci durante o lançamento da candidatura do comandante da Casa Civil ao título de Homem sem Visão de Maio. “Ele achava que, depois do que fizeram o Dirceu e a Erenice, podia fazer qualquer coisa no cargo que ninguém prestaria atenção”. Na disputa por não ter visto nada demais na multiplicação do patrimônio por 20 em quatro anos, Palocci concorre ao seu primeiro troféu HSV.

Sempre risonho, o candidato acredita que, durante a campanha, será favorecido por mais acusações sopradas a jornalistas pelos companheiros José Dirceu e Ricardo Berzoini. Ele também confia nos efeitos causados pelas manifestações de solidariedade de estrelas da base alugada, como Michel Temer, e da oposição oficial, liderada por José Serra. Segundo o assessor, Palocci acredita que, apoiado nessa aliança, conseguirá desbancar até José Sarney, considerado hors concours por numerosos leitores-eleitores.

Embora confiante, o candidato ficou visivelmente preocupado ao ver entrar na sede da Comissão Organizadora do HSV Heloísa Ramos, especialista em ensinar aos estudantes que falar errado está certo. “O próximo passo da mestra é a defesa incondicional do ‘nóis vai’, do ‘seje’ e do ‘menas’”, revelou um dos piores alunos da educadora. Segundo a fonte, Heloísa acredita que o “nóis” é suficiente para deixar claro que a coisa é plural, que o “seja” é “mania de burguês que estudou naquele tempo em que só a elite ia para a escola”, e que o “menas” é uma justa homenagem ao ex-presidente Lula.

Quando parece impossível encontrar um candidato pior que os outros, ele aparece, leitores-eleitores! A briga está de tirar o fôlego! Quem será o vencedor? Ou vencedora? Que vença o pior!

By: Augusto Nunes


Digg Google Bookmarks reddit Mixx StumbleUpon Technorati Yahoo! Buzz DesignFloat Delicious BlinkList Furl

3 comentários: on "Homem sem Visão"

Nanael Soubaim disse...

Então respeitar a língua, e assim possibilitar a boa comunicação entre moradores dos extremos do páis, é ser burguês... Então serei nobre.

Nanael Soubaim; Nanis para os amigos, Lord Soubaim para os literopatas.

Nanael Soubaim disse...

Então respeitar a língua, e assim possibilitar a boa comunicação entre moradores dos extremos do páis, é ser burguês... Então serei nobre.

Nanael Soubaim; Nanis para os amigos, Lord Soubaim para os literopatas.

New disse...

Pura irresponsabilidade.

bjs

Postar um comentário

Oiêee!
Obrigada por visitar meu blog. Volte sempre.

Related Posts with Thumbnails