Torpedo de celular confirmará exame

torpedo

 

A Prefeitura de São Paulo mandará mensagens de texto a pacientes para confirmar presença nos exames agendados em unidades do Sistema Único de Saúde (SUS). A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) deve abrir um edital para contratar o envio de 18 milhões de torpedos a celulares de usuários com procedimentos médicos marcados.

Ontem, o secretário da Saúde, Januário Montone, reconheceu ser necessário aperfeiçoar a forma de comunicação com pacientes para evitar faltas em exames. "Temos índice de absenteísmo ainda grande, o próprio Tribunal de Contas constatou que 20% a 25% das pessoas não comparecem aos exames. Não estou dizendo que é culpa das pessoas. Temos de melhorar a notificação. Os torpedos vão confirmar, reconfirmar e, se houver desistência, vamos colocar outra pessoa naquela vaga," disse.

O Estado mostrou ontem que uma Organização Social (OS) contratada pela Prefeitura para gerir unidades de saúde recebia por exames não realizados. A Fundação Instituto de Pesquisa e Diagnóstico (Fidi) recebeu R$ 14,97 milhões para fornecer exames como mamografia, ultrassom e ressonância magnética, mas não atingiu a quantidade acordada para cada tipo. Na zona sul, foram realizada apenas 59% das mamografias previstas.

Segundo a SMS, não há falta de capacidade da OS para realização dos exames, mas ausência de pacientes, que não comparecem aos procedimentos agendados. E o contrato de gestão firmado entre Prefeitura e OS é condicionado ao cumprimento de dez indicadores, como qualidade, atendimento, instalações e equipamentos; e não prevê pagamento por serviços prestados unitariamente. "Não é um serviço terceirizado que eu pague por procedimento", disse Montone.

O secretário explicou que a quantia repassada e não utilizada acumula e é descontada nos pagamentos seguintes. Afirmou que a verba é mantida aplicada e o rendimento da aplicação é usado no desconto do contrato. E disse que a Prefeitura controla o saldo bancário das OS conveniadas - nenhuma se apropria do lucro. "Erros acontecem e estamos atentos. Mas os sistema não tem sobra e não tem pagamento sem execução. Qualquer recurso que tenha sobrado continua na linha de atendimento. Não existe a figura do não executou e recebeu."

Montone afirmou que é feito acompanhamento trimestral e anual das contas, pelo qual se verifica o excedente que deixará de ser pago no repasse do Tesouro Municipal para as OS.

Segundo a SMS, a Fidi deixou de receber repasses da Prefeitura nos meses de março e abril de 2010 por ter sido constatado saldo remanescente de meses anteriores. Mas dados do próprio Sistema de Orçamento e Finanças da Prefeitura mostram que entre fevereiro de 2010 e maio deste ano a Fidi recebeu integralmente o valor previsto.

A Fidi afirmou que as metas são rediscutidas mensalmente e o valor do contrato não se baseia apenas na realização de exames, mas leva em conta itens como manutenção de equipamentos.


Digg Google Bookmarks reddit Mixx StumbleUpon Technorati Yahoo! Buzz DesignFloat Delicious BlinkList Furl

0 comentários: on "Torpedo de celular confirmará exame"

Postar um comentário

Oiêee!
Obrigada por visitar meu blog. Volte sempre.

Related Posts with Thumbnails