Ajudante de pedreiro estudará moda em Milão após criar bolsa sustentável

interna

O ajudante de pedreiro Luís Aparecido dos Santos, de 46 anos, nunca viajou de avião nem saiu do país e há alguns meses imaginava que isso não fosse acontecer em sua vida. Mas no final de outubro, o rapaz que vive na periferia de Franca (SP) foi um dos vencedores de um concurso de moda em São Paulo (SP), ao criar uma bolsa confeccionada apenas com material reciclado, e ganhou uma bolsa de estudos de três meses na Moda Pelle Academy, escola de design em Milão, na Itália.

"Eu não esperava, foi coisa de Deus, foi uma surpresa, uma alegria muito grande", afirmou o ajudante de pedreiro, sobre a premiação na 18ª edição do Top Francal de Estilismo, que seleciona todos os anos os melhores trabalhos do Brasil em design de calçados e acessórios. Santos, que vende e produz bolsas de moda praia para complementar a renda, ficou em terceiro lugar na categoria de calçados e bolsas de material reciclado, se qualificou para o sorteio final da bolsa de estudos e foi o nome anunciado para fazer o curso internacional.

A criação que garantiu a Santos o curso no exterior era uma ideia que já estava pronta, segundo o auxiliar de pedreiro. Segundo ele, a proposta de fazer uma bolsa com tampinhas retiradas de garrafas plásticas e canudos veio durante o curso de design de calçados que ele frequenta no Senai em Franca.
Da concepção ao produto final, de acordo com Santos, demorou uma semana para fazer tudo. “Fiz a bolsa e mostrei para minha professora. Ela ficou doida e disse para eu inscrever no
Casado e pai de quatro filhos, além da esperada Maria Vitória, que está prestes a nascer, o francano só viaja em setembro do ano que vem, mas os preparativos já começaram. Para aproveitar ao máximo o curso e sua primeira viagem para fora do país, ele começará em breve as aulas de italiano. Além disso, já está se preparando para vencer o medo que tem de avião.
"Estou bastante ansioso, nunca andei de avião. Já vinha pensando comigo antes que nunca viajaria para fora do país porque tenho medo de avião, mas dessa vez surgiu a oportunidade. Mesmo com o medo, vou superar", disse.

Para ele, a viagem à Europa é só o primeiro passo para mudar de vida. Depois do intercâmbio, Santos pretende abrir sua própria fábrica de bolsas em Franca e garantir um futuro melhor para sua família. “Com esse curso quero trazer tudo pra mim e montar minha própria empresa. Quero fabricar bolsa, quero dar continuidade”, afirmou.

By: G1


Digg Google Bookmarks reddit Mixx StumbleUpon Technorati Yahoo! Buzz DesignFloat Delicious BlinkList Furl

0 comentários: on "Ajudante de pedreiro estudará moda em Milão após criar bolsa sustentável"

Postar um comentário

Oiêee!
Obrigada por visitar meu blog. Volte sempre.

Related Posts with Thumbnails