Cidade flutuante para refugiados de desastres climáticos

0,,45287119,00

O arquiteto belga Vicent Callebault criou um projeto de uma construção que pode ser a solução para a possibilidade da devastação de cidades costeiras com a elevação dos níveis dos oceanos: cidades flutuantes e autossuficientes, capazes de abrigar até 50 mil pessoas.

Essa “ecópolis” teria duas camadas de revestimento, sendo uma delas de fibras de poliéster e a segunda de titânio, que ajudariam a absorver a poluição do ar em um mecanismo ativado por radiação ultravioleta.

0,,45287221,00 (1)

As cidades flutuantes ainda contariam com três montanhas e três marinas, dedicadas ao lazer e aos lugares de trabalho e compras dos moradores. Fazendas submersas seriam usadas para produzir os alimentos necessários para a subsistência dos cidadãos. O projeto também conta com diversos equipamentos para a produção de energias sustentáveis, como solar, térmica e eólica. Sua estrutura permite que ela fique atracada perto de massas de terra ou vague livremente com a força das marés.

Callebault espera que o projeto se torne possível até o ano de 2100.

By: PEGN.


Digg Google Bookmarks reddit Mixx StumbleUpon Technorati Yahoo! Buzz DesignFloat Delicious BlinkList Furl

3 comentários: on "Cidade flutuante para refugiados de desastres climáticos"

Nanael Soubaim disse...

É uma boa idéia para o futuro, mas ainda sai muito mais barato reverter os danos do que construir estas ilhas para todos que precisarem.

cRiPpLe_rOoStEr a.k.a. Kamikaze disse...

projeto interessante, mas ainda mais próximo de uma ficção científica... a propósito: algumas tribos indígenas bolivianas ja tinham ilhas flutuantes no lago titicaca, feitas de junco...

New disse...

Melhor prevenir. Ainda mais num país com tanto espaço.

Postar um comentário

Oiêee!
Obrigada por visitar meu blog. Volte sempre.

Related Posts with Thumbnails