Meus amigos

"Meus amigos são todos assim: metade loucura, outra metade santidade.
Escolho-os não pela pele, mas pela pupila, que tem que ter brilho questionador e tonalidade inquietante.
Escolho meus amigos pela cara lavada e pela alma exposta.
Não quero só o ombro ou o colo, quero também sua maior alegria.
Amigo que não ri junto, não sabe sofrer junto.
Meus amigos são todos assim: metade bobeira, metade seriedade.
Não quero risos previsíveis, nem choros piedosos.
Quero amigos sérios, daqueles que fazem da realidade sua fonte de aprendizagem, mas lutam para que a fantasia não desapareça.
Não quero amigos adultos, nem chatos.
Quero-os metade infância e outra metade velhice.
Crianças, para que não esqueçam o valor do vento no rosto, e velhos, para que nunca tenham pressa.
Tenho amigos para saber quem eu sou, pois vendo-os loucos santos, bobos e sérios, crianças e velhos, nunca me esquecerei de que a  normalidade é uma ilusão imbecil e estéril"

(Fernando Pessoa)


Digg Google Bookmarks reddit Mixx StumbleUpon Technorati Yahoo! Buzz DesignFloat Delicious BlinkList Furl

2 comentários: on "Meus amigos"

Nanael Soubaim disse...

Não sou adulto chato, sou simplesmente chato, mas já encarei polícia e bandido por causa de amigos. Sirvo?

New disse...

Você, meu querido amigo, não é chato, muito menos adulto. Não passas de um meninão com juízo. E não tá bom??? Prá mais??? kkkkkkkkkk........
E... como assim, sirvo?
Saiba que vc está em meu coração de pijama de bolinhas e pantufa.

Beijocas.

Postar um comentário

Oiêee!
Obrigada por visitar meu blog. Volte sempre.

Related Posts with Thumbnails